23 de abril de 2007

Coisas de mãe

Se eu tivesse poderes sobrenaturais, a primeira coisa que eu faria era ressuscitar minha mãe.

Ainda hoje, quase 10 anos após sua viagem pro céu, tenho saudade e lembro de tudo, cada momento que passamos juntos. E como eu me arrependo de não ter recebido e dado mais carinho...

Bem, hoje lembrei de uma historinha com ela e decidi dividir com vocês.

Ela queria ter um filho inteligente, por isso não media esforços para me ensinar tudo. Quando foi me ensinar a contar (lembro detalhadamente), eu fiquei na cama e ela na rede, eu bem embaixo dela, e as mãos dela no meu cabelo.

Repetiu várias vezes de 1 a 20, até que decorei. Daí, ela disse que "de 20 pra frente, é só repetir o nome 'vinte' e falar os números de um a nove". Então ela dizia o número fechado, eu decorava e seguia.

- Vinte e oito, vinte e nove?
- Trinta! Ela dizia.

Passamos quase uma hora nisso, e ela estava cansada. Percebi quando chegaria no 100:

- Noventa e oito, noventa e nove?

Ela cansada, respondeu:

- Jumenta!!!

A minha confiança era mesmo a de um filho para com a mãe:

- Jumenta! Jumenta um, jumenta dois... continuei normalmente.

Após boas gargalhadas, um abraço e um "te amo" foram suficientes para tornar esse momento inesquecível.

11 comentários:

  1. Bem engraçada a estoria..hehehe!!!

    ResponderExcluir
  2. Ri muito. Cada momento com a mãe realmente é único e especial.

    ResponderExcluir
  3. Muito legal. Ela era cômica.

    ResponderExcluir
  4. Que fofa !
    "Existem momentos na nossa vida que nem o tempo pode apagar, quase tão intensos quanto sua lembrança. momentos que não deixaremos para trás, sonhamos e acreditamos que podemos vivê-los novamente através de um simples ato: Fechar os olhos e lembrar."

    ResponderExcluir
  5. São esses pequenos momentos, que fazem a vida valer realmente á pena.

    ResponderExcluir

Seu comentário me fará bem. :)